CAMPANHA DO VOTO NULO. CUIDADO!

Por fazerem coisas a partir de informações vindas de fontes nem um pouco idôneas, muitos eleitores têm se deixado levar pela ideia de votar nulo ou votar em branco, como se isto fosse um protesto inteligente contra o estado da política atual.

Nada de mais errado do que pensar assim. Votar nulo é votar contra si mesmo, pois o voto nulo ou o voto em branco não conta e nem interfere no resultado das eleições. Diga-se logo que 50%, 60% ou 70% de votos nulos não invalidam a eleição, apesar de muita gente acreditar ser o contrário.

A Constituição Federal dispõe que somente os votos válidos é que são contabilizados para decidir pela eleição do candidato ao cargo de presidente da república, ficando de fora os votos nulos e brancos.

Vamos a dois exemplos para poder ajudar a entender como funciona a eleição em termos de votos válidos e nulos.

Pensemos que o Brasil tem 100 milhões de eleitores. Se todos os eleitores votarem e nenhum deles votar em branco ou nulo, isto quer dizer que serão 100.000.000 de votos válidos. Como para se eleger presidente na República no primeiro turno o candidato tem que alcançar a maioria absoluta dos votos válidos, isto quer dizer que aquele que receber 50.000.001 de votos será eleito.

Tomemos agora os mesmos 100.000.000 de eleitores e imaginemos que 80% deles resolvem votar nulo ou em branco. Isto quer dizer que existirão 20.000.000 de votos válidos e 80.000.000 milhões votos nulos e brancos.

Como a eleição se define no primeiro turno com 50% mais um dos votos válidos, será eleito presidente da república, neste caso, o candidato que obtiver 10.000.001 votos que representam 50% mais um dos 20.000.000 de votos válidos que foram computados.

Observe que ao votar nulo ou em branco o eleitor favorece que o candidato se eleja com menos votos no primeiro turno, pois no primeiro caso em que todos votaram validamente o candidato precisaria de 50.000.001 de votos para tornar-se presidente da República, ao passo que no segundo caso, onde 80% votaram nulo ou branco, com apenas 10.000.001 de votos o candidato já assume o mais alto posto do Poder Executivo.

Se você não quer deixar que um candidato se eleja com poucos votos será precisar votar em alguém, mesmo que este não seja lá grande coisa.

Votar nulo ou um branco é um protesto insano que se volta contra o próprio eleitor que assim procedeu, o que não é um atitude nem um pouco interessante.

Portanto, não se deixe anular anulando o voto, menos ainda permita passar em branco sua responsabilidade de eleitor consciente. Escolha o candidato e vote nele, ao menos para não permitir que qualquer deles se eleja com uma margem pequena de votos. Não compre gato por lebre nesse campanha de voto nulo. Cuidado. Quem faz campanha pelo voto nulo pode estar querendo que seu candidato seja eleito com menos votos, induzindo você a ter uma atitude que vai beneficiá-lo.  Pense nisto e vote certo.

Lutero de Paiva Pereira – Advogado ([email protected])

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s